29 Amadora BD Até 11 de novembro
29 Amadora BD Até 11 de novembro

29 Amadora BD Até 11 de novembro

A 29.ª edição do AmadoraBD está aí! 

Promovido pela Câmara Municipal da Amadora, o Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora está de volta até 11 de novembro. O núcleo da programação é, como é habitual, no Fórum Luís de Camões, onde a par das exposições, há visitas guiadas, apresentações, lançamentos, sessões de cinema e oficinas para crianças e adultos.

Este ano o destaque vai para um convidado muito especial: o Brasil.Numa exposição comissariada por Nelson Dona, Fabiana Barbosa e Aécio Diniz, com cenografia de Catarina Pé-Curto, temos oportunidade de conhecer um conjunto de autores fundamentais no panorama brasileiro contemporâneo, que vive um período de ebulição artística e editorial muito relevante. As obras dos autores apresentados, algumas delas premiadas no Brasil e no estrangeiro, abordam temas sociais e políticos fraturantes da atualidade brasileira e internacional. Os autores em destaque nesta exposição são André Diniz, André Ducci, Helô D’Angelo, João Marcos, João Pinheiro + Sirlene Barbosa, João Spacca, Klévisson Viana, Marcelo D’Salete, Marcello Quintanilha, e Pedro Cobiaco. Para esta coletiva foram escolhidos autores de todo o Brasil, premiados nacional ou internacionalmente e que produzem, principalmente, histórias em quadrinhos sobre temáticas estruturais ou fraturantes da sociedade brasileira.

O autor em destaque é Francisco Sousa Lobo, vencedor do Prémio de Melhor Álbum Português de Banda Desenhada de 2017, com a publicação “Deserto / Nuvem” (ed. Chili com Carne). A exposição, comissariada por Tiago Batista e com cenografia de Carlos Farinha e Sofia Mota, apresenta uma retrospetiva do trabalho de Francisco Sousa Lobo com especial destaque para a obra premiada. Esta é uma obra, que afinal são duas, que se resgatam e engrandecem mutuamente, sobre um Alentejo moribundo e a fascinante forma de vida na Cartuxa de Évora, onde alguns monges resistem aos costumes do mundo, em absoluto silêncio e solidão. Segundo o autor, este é um pretexto para focar a própria natureza da fé humana, do apego às coisas do mundo, do que nos faz sentido. “Deserto” é composto por uma única narrativa centrada numa semana passada junto a Scala Coeli (escada do céu), que é como se chama a Cartuxa de Évora; é um livro quase jornalístico. “Nuvem” é composto de 20 cartas endereçadas a um monge cartuxo, e pode ser lido como uma resistência contra os extremos que circundam a fé, aquele que sabe que Deus não existe, e o que se contenta com absurdos. 

FÓRUM LUÍS DE CAMÕES, AmadoraRua Luís Vaz de Camões, Brandoa2650-197 Amadora 

Horário26 de outubro: inauguração (21h30)Segunda a Sexta: 9h00 às 17h00Sábado, Domingo e Feriado: 10h00 às 21h00

Bilhetesaté aos 12 anos*: GratuitoPúblico em Geral: 3€Munícipes da Amadora, estudantes, portadores de cartão-jovem, pensionistas e seniores (+65): 2€Livre-Trânsito: 10€ (mediante inscrição na base de dados do AmadoraBD)Gratuito para as escolas e instituições de solidariedade social da Amadora.

*os menores de 12 anos só podem entrar devidamente acompanhados por um adulto 

Mais informações



PODERÁ GOSTAR TAMBÉMOUTROS EVENTOS NO PAÍS - VER TODOS



PUBLICIDADE




FB